Brasil

Após assassinato de servidora, justiça suspende visita em quatro penitenciárias federais

Publicada em 31 de Maio de 2017 ás 17:05:34
Divulgação/Ministério da Justiça
No Sistema Federal estão presos que participavam de organizações criminosas


 Estão suspensas por 30 dias as visitas aos 561 presos das penitenciárias federais de Campo Grande, Catanduvas, Mossoró e Porto Velho, segundo o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), órgão vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A decisão foi tomada após o assassinato de uma servidora no último dia 25 de maio e a deflagração da Operação Epístola, realizada com o auxílio de servidores do Sistema Penitenciário Federal (SPF).

Na operação, constatou-se que Luiz Fernando da Costa, conhecido como Fernandinho Beira-Mar, utilizava-se da visita íntima de outro preso para passar bilhete para fora do presídio e administrar uma rede de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Nos últimos oito meses, três servidores do SPF foram mortos com características de execução, como o caso do assassinato da Especialista Federal de Assistência à Execução Penal, Melissa de Almeida Araújo, que trabalhava como psicóloga em Catanduvas.

O período de suspensão de visitas ocorre entre os dias 29 de maio a 28 de junho. No Sistema Federal estão presos que desempenham função de liderança ou participação em organizações criminosas.

 

Fonte/Autor: Diario News Bahia

Comentários

Diário News Bahia - Direitos reservados
E-mail: contato@diarionewsbahia.com.br