Emprego

Moradoras de Alagados participam de Curso de Qualificação

Publicada em 28 de Março de 2017 ás 14:53:12


Nesta segunda-feira (28) no Centro Comunitário de Alagados, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, aconteceu aula inaugural do Curso de Qualificação Social e Profissional de Cabeleireira. O curso profissionalizante atenderá vinte mulheres e será ministrado durante 40 dias, sempre no turno vespertino, com carga horária total de 200 horas/aula.

A realização do curso é uma parceria entre comunidade, a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia - CONDER e a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte – SETRE por meio da Associação Educacional Sons do Silêncio – AESOS, com recurso do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza – FUNCEP. A iniciativa ocorre através do Programa Qualifica Bahia, uma ação governamental que tem por objetivo a inserção de trabalhadores(as) em oportunidades de emprego, trabalho e geração de renda. 

A coordenadora social da CONDER, Graziane Santos Amorim, esclarece que coube à Companhia realizar a reforma do Centro Comunitário, através da pintura geral do imóvel, requalificação do sanitário e troca de todo o sistema elétrico e hidráulico para atender às demandas das aulas. “Nós mobilizamos mulheres que já são cadastradas em nossos projetos e já receberam ou vão receber unidades habitacionais através da CONDER. Este curso potencializa as políticas públicas de habitação em nosso estado”, finaliza a assistente social. 

As aulas práticas de corte de cabelo, escova, coloração e escolha de equipamentos serão precedidas de um módulo teórico que inclui temas como qualificação social, inclusão digital, estudo de gênero,  raça, ética e cidadania. Ainda serão ministradas aulas de educação ambiental, higiene pessoal e promoção da qualidade de vida, esclarece a coordenadora da AESOS e ministrante do curso, Márcia Lemos.

“Hoje eu já cuido do cabelo das minhas filhas, primas e das vizinhas. Aos pouquinhos fui comprando secador de cabelo, prancha e outros equipamentos e materiais. Eu tenho certeza que o curso vai trazer muitos  conhecimentos novos e, em breve, vou me profissionalizar. Quero atender as mulheres da comunidade que não podem pagar caro para ir a um salão de beleza”, explica a dona de casa Noêmia Almeida Reis, cheia de expectativas.

“Eu me sinto muito realizada. Hoje não é apenas o início de mais um curso profissionalizante. Estamos comemorando a articulação entre várias secretarias para o fortalecimento de nossa comunidade. Este apoio institucional é muito importante para o alcance de nossas conquistas”, comenta D. Lourdinha da Conceição, umas das coordenadoras da Associação Comunitária Santa Luzia, que existe há cerca de 26 anos na comunidade de Alagados.

 

Fonte/Autor: Diario News Bahia

Comentários

Diário News Bahia - Direitos reservados
E-mail: contato@diarionewsbahia.com.br