Turismo

A rústica e encantadora Mangue Seco

Publicada em 15 de Dezembro de 2016 ás 16:13:17
Portal Sul
Mangue Seco é a última praia do litoral norte baiano


 Mangue Seco é a última praia no extremo norte do litoral baiano localizado no município de Jandaíra, fazendo divisa com o estado de Sergipe. A beleza do local foi bem retratada na novela “Tieta”, veiculada pela rede Globo e inspirada no romance “Tieta do Agreste”, de Jorge Amado. Esta produção incentivou ainda mais o turismo no local, quando o Brasil passou a conhecer toda a beleza do lugar, que resguarda numerosas dunas e paisagens primitivas de rios e mar.

As opções de lazer são variadas, com programas que satisfazem desde os surfistas, que nas praias da região encontram picos de grandes ondas, até os pescadores, que nas águas calmas dos rios conseguem fisgar os mais variados peixes. Dentre eles estão arraias, cações e carapebas, além do peixe-boi, espécie rara, geralmente encontrada no rio Amazonas, que nas águas calmas do Rio Fundo, mais um dos vários rios que cortam Mangue Seco, encontrou um habitat propício para se reproduzir.

 

A rusticidade é o encanto de Mangue Seco (Foto: Sidney Sperduto)

 

 

O município conta também com a Praia da Costa Azul, semideserta, de águas mornas e calmas. Praia dos Coqueiros, com 6 km de extensão, com coqueirais e dunas móveis que chegam a atingir 35 metros de altura; Rio Real, afluente do Rio Piauí, com águas limpas e mornas, propícias aos esportes náuticos e que banha a Área de Proteção Ambiental de Mangue Seco; Cachoeira do Itanhi, queda do Rio Real, propícia a banhos; Fonte da Garunga, de águas límpidas que minam de uma gruta cercada por Mata Atlântica.

 

Praia da Costa Azul(Foto: Youtube)

 

As águas do Rio Real, um pouco salgadas, lembram as águas do mar e são uma verdadeira surpresa para os desavisados. A salinidade diverte os banhistas com a facilidade de, simplesmente, boiar e relaxar ao sabor do rio.

 

Duna em Mangue Seco (Foto: Setur)

 

A dificuldade do acesso – exclusivamente de barco, através do Rio Real – é o que torna Mangue Seco mais atraente e a mantém naturalmente rústica. As poucas ruas são cobertas de areia fina e macia. À noite, crianças ainda brincam de roda e de esconde-esconde, enquanto os visitantes ouvem histórias antigas, contadas por pescadores ou, ainda, participam de serenatas junto à população nativa. Pouco iluminada, a vila oferece uma noite estrelada, com beleza extraordinária nos períodos de lua cheia.

Foz do Rio Real Jandaíra/BA (Foto: Panoramio.com)

 

Em posição privilegiada, na baía de Estância, Mangue Seco testemunha o encontro dos rios Real, Piauí, Fundo, Guararema, Priapu e Saguí com o Oceano Atlântico. A mistura de água doce e salgada propicia a formação de extensas áreas de mangue e, consequentemente, a fartura de frutos do mar. Na praia de rio, os coqueiros se debruçam, curvando o tronco sobre as águas. Por toda a margem, espalham-se pousadas, bares, restaurantes e casas de pescadores, criando uma boa estrutura de apoio para os turistas.

 

Fonte/Autor: Jane Xavier

Comentários

Diário News Bahia - Direitos reservados
E-mail: contato@diarionewsbahia.com.br