Diário News Bahia - www.diarionewsbahia.com.br

Jogador marfinense morre durante treinamento na China

<a href='noticia/13087/jogador-marfinense-morre-durante-treinamento-na-china'>Jogador marfinense morre durante treinamento na China</a> <a href='noticia/13086/homem-mata-cinco-pessoas-antes-de-cometer-suicidio-em-orlando'>Homem mata cinco pessoas antes de cometer suicídio em Orlando</a> <a href='noticia/13085/policia-federal-investiga-corrupcao-e-lavagem-de-dinheiro-no-rn'>Polícia Federal investiga corrupção e lavagem de dinheiro no RN</a> <a href='noticia/13084/operacao-da-pf-prende-ex-ministro-henrique-eduardo-alves'>Operação da PF prende ex-ministro Henrique Eduardo Alves </a> <a href='noticia/13083/mpf-pede-a-prisao-de-lula-e-multa-de-mais-de-r-87-milhoes-no-caso-do-triplex'>MPF pede a prisão de Lula  e multa de mais de R$ 87 milhões no caso do triplex</a>

Entrevistas

'O movimento feminista no Brasil é o mais organizado da América Latina'


Turismo

Destinos saborosos do chocolate brasileiro


Vagner Rosário/VEJA.com
Nova fase da Lava Jato prende ex-gerente da Petrobras e ex-banqueiro
A Polícia Federal cumpre nesta sexta-feira (26) mandados de prisão preventiva e temporária, de busca e apreensão e de condução coercitiva na 41ª fase da operação Lava Jato. Os focos principais são um ex-gerente da área internacional e um ex-banqueiro, suspeitos de terem recebido mais de US$ 5,5 milhões em propinas da empresa Companie Beninoise des Hydrocarbures SARL (CBH). Eles e outras cinco pessoas, relacionadas a um total de cinco contas mantidas na Suíça e nos Estados Unidos, são suspeitos de terem recebido pagamentos ilícitos, entre 2011 e 2014, que totalizaram mais de US$ 7 milhões e são investigados neste novo desdobramento da operação. Os fatos podem configurar os crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. A empresa CBH pertente ao empresário português Idalecio Oliveira e foi responsável pela venda de um campo seco de petróleo em Benin, na África, para a Petrobras, em 2011. Os pagamentos de propina, feitos para efetivar a venda, foram intermediados pelo lobista João Augusto Rezende Henriques, operador do PMDB no esquema da Petrobras. João Augusto está preso desde setembro de 2015 na operação Lava Jato e foi condenado a sete anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, em decorrência dos mesmos fatos, em outro processo. Naquele processo, foram condenados também o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha e o ex-diretor da Petrobras Jorge Luiz Zelada. A investigação foi iniciada em agosto de 2015, a partir da cooperação internacional com a Suíça. Documentos enviados pelo Ministério Público daquele país ao Brasil comprovaram o pagamento de subornos num total de US$ 10 milhões (cerca de R$ 36 milhões) para concretizar a aquisição pela Petrobras de campo de petróleo em Benin, na África, por US$ 34,5 milhões. As evidências apontam, portanto, para o fato de que quase um terço do valor do negócio foi pago em propinas.

Leia Mais

AFP / Josep Lago
Lesionado, Suárez desfalca Uruguai em amistosos
O Barcelona comunicou, nesta quinta-feira, que Luis Suárez sofreu lesão durante treinamento e vai desfalcar o Uruguai nos amistosos contra Irlanda e Itália, informação confirmada pela Associação Uruguaia de Futebol (AUF). O centro-avante já estava suspenso para a decisão da Copa do Rei, no sábado, entre Barcelona e Alavés. "Durante o treinamento de quinta-feira, Suárez fez um estiramento no semimembranoso do músculo da perna direita. O tempo de ausência é de aproximadamente duas semanas", informou o Barça em comunicado. Pouco depois, a AUF confirmou a notificação de lesão por parte do Barcelona e a ausência de Suárez nos próximos amistosos da seleção, dia 4 e 7 de junho. O artilheiro terminou a temporada com 37 gols marcados. Suárez foi vice-artilheiro do Campeonato Espanhol, com 29 gols, atrás apenas do argentino Lionel Messi, com 37.

Leia Mais

AFP / Yuri DYACHYSHYN
Trump vira cerveja artesanal na Ucrânia
Nos Estados Unidos, Donald Trump é o nome do presidente, mas, na Ucrânia, é o nome de uma nova marca de cerveja artesanal, com um toque de ironia. A bebida "Trump. O presidente dos Estados Divididos da América", apresentada por seus criadores ucranianos como uma "cerveja clara imperial mexicana com toque de limão", está a venda em Lviv, região oeste da Ucrânia desde o início de maio. "Nosso ponto de vista sarcástico sobre o mercado global do populismo se reflete no nome e design da marca", contou à AFP Yuri Zastavny, coproprietário da empresa Pravda, que produz a cerveja. No rótulo da garrafa, o presidente americano aparece diante de um muro, como o que prometeu construir ao longo da fronteira entre Estados Unidos e México. Atrás dele sorri Vladimir Putin, que usa um boné vermelho com um dos slogans da campanha de Donald Trump, "Make America Great Again". E diante deles um manifestante exibe um cartaz com a frase "Free Melania" ("Libertem Melania"), referência à primeira-dama dos Estados Unidos.

Leia Mais

Denisse Salazar
Projeto Incubadora Sonora realiza shows de rock e rap neste sábado
Banda Maus Elementos
A força do rock da banda ‘Búfalos Vermelhos e a Orquestra de Elefantes’ e a batida do rap de ‘Maus Elementos’ se juntam a energia e irreverência do músico Irmão Carlos, no primeiro show da terceira edição do Projeto Incubadora Sonora, que conta com apoio do Governo do Estado, por meio do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA), via o edital Setorial de Economia Criativa 2016. O evento acontece neste sábado (27), às 22h, no Portela Café, com ingresso a R$ 5. O show é resultado do projeto de incubação que ao longo de um mês trabalhou a capacitação profissional das nove bandas selecionadas. Nesse período, foram realizadas oficinas de gravação, produção, fotografia, comunicação e cenografia, além da produção de um ensaio fotográfico e da gravação em estúdio de duas músicas autorais para cada banda. O projeto prevê ainda quatro shows entre junho e agosto com as demais bandas que integraram a Incubadora Sonora neste ano. O projeto Incubadora Sonora foi criado em 2013 a partir do desejo do produtor musical e agitador cultural Irmão Carlos em dar destaque e fazer circular a produção musical realizada nos bairros populares de Salvador. A ideia é levar a mentalidade empreendedora, o incentivo, a criatividade e a formação profissional para a cena musical independente da cidade e região metropolitana.

Leia Mais

Reprodução/Internet
Jogador  Jesus Dátolo e dois suspeitos são denunciados por evasão ilegal de divisas
O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro (RJ) denunciou à Justiça o jogador de futebol argentino Jesus Alberto Dátolo e outros dois argentinos Fabio German Ortiz e Juan Carlos Gorosito pelo crime de evasão de divisas. Em setembro de 2016, Fabio e Juan foram presos em flagrante no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, no momento em que tentavam embarcar para a Argentina com a quantia total de R$ 125,6 mil sem autorização legal, a qual pertencia a Dátolo e se destinava à construção de uma casa de propriedade deste na Argentina. No dia 28 de setembro de 2016, dois policiais federais foram até o Aeroporto Internacional Tom Jobim para apurar a informação de que dois cidadãos argentinos promoveriam a evasão ilegal de divisas. No aeroporto, os policiais identificaram Fabio e Juan, que aguardavam o embarque do voo com destino a Buenos Aires, na Argentina. Após a obtenção das fotografias dos denunciados, os policiais federais localizaram os referidos na sala de embarque e, após uma busca pessoal, apreenderam a quantia nos bolsos dos argentinos: Fabio estava com R$ 55,6 mil e Juan com R$ 70 mil. Em depoimento a polícia, Fabio e Juan afirmaram que a quantia apreendida pertencia ao amigo de infância e jogador de futebol Jesus Dátolo e que a saída do dinheiro para a Argentina seria realizada a mando dele para a construção de uma casa de propriedade do jogador na Argentina. Além do dinheiro, Fabio detinha em sua posse um comprovante de saque em conta-corrente, datado de 23 de setembro, no valor de R$ 150 mil, em nome de Jesus Alberto Dátolo. Os denunciados tem o prazo de 10 dias para responderem por escrito o recebimento da denúncia.

Leia Mais

Homem é condenado a 105 anos de prisão por abuso sexual e pedofilia
Um aposentado, em Santos (SP), foi condenado a mais de 105 anos de prisão por diversos crimes relacionados à exploração sexual infantil. A sentença inclui penas por estupro de vulnerável e por registro, armazenamento e compartilhamento de imagens de pornografia envolvendo crianças e adolescentes. Tanto os arquivos como as declarações de testemunhas provaram que o homem, morador do município, foi o autor dos abusos que uma menina sofreu dos dois aos seis anos de idade. A sentença da 6ª Vara Criminal Federal de Santos também manteve a prisão preventiva dele, decretada há um ano. O réu foi detido em flagrante em maio de 2016 durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão em sua residência. Os agentes da Polícia Federal encontraram milhares de arquivos em equipamentos de informática, entre eles imagens da garota vítima dos atos sexuais. Após a perícia do material, os investigadores identificaram fotos e vídeos que mostram o réu tocando partes íntimas da criança e insinuando penetrá-la. Ele tinha a confiança da mãe da garota, que era conhecida da família e frequentemente deixava a filha sob seus cuidados. Em depoimento, o homem admitiu o desejo sexual pela menina e a prática dos abusos ao menos uma vez por mês durante quatro anos, nem todas registradas em imagens. Nessas ocasiões, ele procurava distraí-la com passeios, brinquedos e doces para cometer os crimes.

Leia Mais

AFP
Bomba usada em Manchester era 'potente e sofisticada'
A bomba detonada por um jovem suicida em Manchester na segunda-feira à noite, que deixou 22 mortos e 59 feridos, era potente e sofisticada, segundo fotos da polícia britânica reveladas e analisadas nesta quarta-feira pelo The New York Times (NYT). A análise inicial da bomba, baseada em elementos fotografados e recolhidos na cena do crime, não permitem deduzir a quantidade ou o tipo de explosivo que compunha a carga, mas faz pensar que se tratava de um dispositivo artesanal fabricado depois de uma "profunda reflexão e com cuidado", segundo o jornal americano. O periódico publica com exclusividade oito fotos nas quais são vistos diferentes elementos do explosivo, do detonador a uma bateria, passando por fragmentos de uma mochila azul, pedaços de metal e de parafusos.

Leia Mais

AFP
Modelo da Playboy é condenada por cyberbullying de idosa
Modelo da Playboy, Dani Mathers
A modelo da Playboy Dani Mathers foi condenada a três anos de liberdade condicional, nesta quarta-feira (24), depois de compartilhar às escondidas no aplicativo Snapchat a foto de uma senhora nua no vestiário de uma academia. "Playmate" do ano em 2015, Dani também terá de cumprir 30 horas de serviço comunitário, segundo o acordo fechado por seus advogados com a Justiça de Los Angeles. Publicada no Snapchat em julho passado, a foto deflagrou uma onda de críticas e abriu nos Estados Unidos um debate sobre "body shaming", termo usado para definir o ato de envergonhar alguém por algum aspecto de seu corpo. A imagem mostrava uma mulher de 70 anos nua, de costas, em uma academia de Los Angeles, ao lado de outra imagem, da modelo, com uma cara de gozação e a seguinte legenda: "Se eu não posso não ver isso, então, vocês também não".

Leia Mais

Reprodução/Internet
PMDB do Senado reúne bancada para destituir Renan Calheiros da liderança
A bancada do PMDB no Senado decidiu convocar uma reunião na noite desta quarta-feira para destituir o senador Renan Calheiros (AL) da liderança da bancada do partido na Casa, disseram à Reuters fontes familiarizadas com o assunto. De acordo com uma das fontes, depois de uma reunião com a maioria da bancada com o presidente Michel Temer, na manhã desta quarta --para a qual Renan não foi chamado--, alguns senadores pediram a Renan que chamasse uma reunião. O senador se recusou e disse que então fizessem uma lista e o destituíssem. "Renan deve ter apoio de quatro senadores", disse uma das fontes. No total, o PMDB soma 22 nomes no Senado. Roberto Requião (PR),

Leia Mais

Alex Ferreira/Câmara dos Deputados
Rodrigo Maia sobre pedido de impeachment:' Não é uma decisão da noite para o dia'
Rodrigo Maia, durante a sessão extraordinária na manhã desta quarta-feira (24)
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, informou nesta quarta-feira (24) que ainda não decidiu sobre os pedidos de impeachment do presidente da República, Michel Temer. “Não posso avaliar uma questão tão grave como essa como num drive-thru. Não é assim, temos que ter paciência. Estão dizendo que engavetei. Eu não tomei decisão nenhuma. Não é uma decisão da noite para o dia”, disse. Rodrigo Maia reafirmou ainda o que já tinha dito a jornalistas na segunda-feira (22): “A Câmara dos Deputados e sua presidência não serão instrumentos para desestabilização do governo”. Já são 12 os pedidos para o impeachment de Temer protocolados desde a quarta-feira (17), segundo a Secretaria-Geral da Mesa Diretora. Caberá a Maia a análise da admissibilidade desses pedidos. Na semana passada, o Supremo Tribunal Federal autorizou a abertura de inquérito contra Temer. A Procuradoria-Geral da República apura denúncias dos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do grupo J&F, que controla o frigorífico JBS e outras empresas. As suspeitas são de corrupção passiva, organização criminosa e obstrução à Justiça. Votações Rodrigo Maia defendeu que Câmara mantenha as votações de temas econômicos e disse que a MP 763/16, que autoriza saques de contas inativas do FGTS e foi aprovada ontem em Plenário, sinaliza que a base do governo está atuante. “Mais do que isso, sinaliza para sociedade que a Câmara tem uma agenda cujo objetivo é a recuperação econômica”, disse. Maia afirmou que pretende terminar a análise das medidas provisórias que trancam a pauta do Plenário e perdem a validade no início de junho, para então iniciar as discussões do PLP 54/15, que convalida incentivos fiscais dados aos estados. O STF deve decidir em breve sobre uma súmula vinculante em relação ao tema, já que decretou a inconstitucionalidade de diversos incentivos fiscais, gerando insegurança jurídica para os estados e as empresas incentivadas Maia informou que fez um acordo com a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, para que a Câmara vote essa questão o mais rápido possível. “Essa questão afeta milhões de empregos em todo o Brasil. Uma saída legislativa é melhor do que o julgamento pelo Supremo.”

Leia Mais

Especiais

'Ainda existe escravidão no Brasil, precisamos acordar para isso'

Buscar




Vídeos

Delator fala sobre caixa dois para o filho de Zé Dirceu

 

Diário News Bahia - Direitos reservados
E-mail: contato@diarionewsbahia.com.br