Salvador - Diário News Bahia

Entrevistas

'O movimento feminista no Brasil é o mais organizado da América Latina'


Turismo

Destinos saborosos do chocolate brasileiro


Salvador

Reforma Administrativa de ACM Neto vair rever e cortar contratos
A reforma administrativa proposta pelo prefeito ACM Neto vai rever e cortar contratos com terceirização. A intenção é gerar uma redução de custos de R$42,3 milhões por ano. A reforma foi apresenta nesta quarta-feira (30) pela manhã à imprensa pelo prefeito, com as presenças dos secretários municipais da Casa Civil, Luiz Carreira, de Gestão, Sônia Magnólia, do chefe de Gabinete, João Roma, da procuradora-geral, Luciana Rodrigues, além de vereadores. Serão criadas três novas pastas: Secretaria de Trabalho, Esportes e Lazer; Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude; e Secretaria de Comunicação. Também serão modificadas as funções de três pastas: a Secretaria Municipal de Urbanismo passa a ser de Desenvolvimento e Urbanismo, com as diretorias de Desenvolvimento Econômico, Parcerias e Investimentos, Desenvolvimento Urbano, Licenciamentos Urbanos e Ambientais e Fiscalização; a Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Defesa Civil passa a ser de Infraestrutura, Obras Públicas e Habitação; e a de Cidade Sustentável para a ser Cidade Sustentável e Inovação, incorporando a Defesa Civil (reforçando o caráter preventivo do órgão) e com as diretorias de Inovação, Gestão do Sistema de Áreas de Valor Ambiental e Cultural e Gerência Executiva de Resiliência. Duas secretarias serão extintas: a Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Emprego e a Secretaria de Relações Institucionais, função que passará a ser exercida pelo gabinete do vice-prefeito, instalado no Palácio Thomé de Souza. Também será extinto o Escritório Salvador Cidade Global e duas entidades descentralizadas: o Instituto de Previdência de Salvador e a Superintendência de Políticas para Mulheres. O primeiro órgão passará a ter as funções gerenciadas numa diretoria específica na Secretaria Municipal de Gestão e as temáticas sobre mulheres serão abordadas agora no âmbito da Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude. As mudanças incluem ainda a criação de uma Diretoria de Orçamento na Casa Civil, deixando essa atribuição de pertencer à pasta da Gestão. Também na Casa Civil será criada uma Unidade do Salvador 500. A área de políticas sociais ganha robustez com uma Unidade para Pessoas com Deficiência, subordinada diretamente ao prefeito, e o fortalecimento da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza, que antes era encarregada também do esporte e será reestruturada. A Secretaria de Cultura e Turismo ganha a Diretoria de Gestão do Centro Histórico e a Fundação Gregório de Mattos será reforçada com cargos para contratação de técnicos. O mesmo vale para a Fundação Mario Leal Ferreira, que continuará dando apoio no setor de planejamento da Prefeitura. A Secretaria de Ordem Pública absorve a Coordenação de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon), transformada em diretoria (o órgão pertencia à extinta Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Emprego) e passa a não ser mais responsável pela fiscalização da poluição sonora, atribuição da nova Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo. "Estamos criando um nível intermediário de cargo na estrutura de todas as pastas para melhorar o perfil técnico com a contratação de pessoas que tenham ideias novas e que estejam dispostas a ajudar a cidade. Estamos reforçando toda nossa estrutura com otimização e economia de recursos", resumiu o titular da Casa Civil, Luiz Carreira. Vale lembrar que a reforma administrativa precisa ser aprovada pelos vereadores antes de entrar em vigor a partir de janeiro de 2017. Os nomes da nova equipe serão anunciados pelo prefeito ACM Neto até o dia 20 de dezembro.

Leia Mais

Assimp/EBDA
Salvador recebe mais de 2 milhões para recuperar nascentes
A região metropolitana de Salvador receberá o investimento de mais de 2 milhões de reais do Fundo Nacional do Meio Ambiente (FNMA) para recuperar as áreas de preservação permanentes (APPs) que contribuem para o abastecimento de água. Os investimentos serão executados pela Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Estado da Bahia, em quatro anos, na recuperação de florestas que margeiam nascentes nas bacias dos rios Paraguaçu, Subaé e Pojuca.

Leia Mais

Oposição confirma apoio a Leo Prates para presidência da Câmara
O líder da oposição na Câmara de Vereadores, Sílvio Humberto, confirmou nesta terça-feira (27), que seu partido e o PCdoB vão apoiar Leo Prates nas eleições para presidência da Casa, que vai acontecer no dia 02 de janeiro de 2017, próxima segunda-feira. Com a declaração do vereador, o candidato do DEM já conta com 39 votos.

Leia Mais

IPTU de Salvador não será corrigido em 2017, diz prefeitura
A Prefeitura de Salvador não irá aplicar correção da inflação no IPTU dos imóveis da capital em 2017. O índice utilizado para reajuste do tributo, o IPCA, deve ficar acima do teto de 6,5%. A medida implicará perda de receita para os cofres da prefeitura em torno de R$ 42 milhões. O prefeito ACM Neto revelou que a decisão foi tomada porque os donos dos imóveis deixarão de ser beneficiados com o desconto de 10% que vigorou nos últimos 3 anos, por terem cumprido o recadastramento imobiliário em 2013. “Entendi que 17% iriam pesar demais no bolso do contribuinte, e a hora não é para isso. Então, os 10% do recadastramento está na lei, não tenho o que fazer, será aplicado”, disse Neto. Estes contribuintes perdem o desconto que tiveram direito em 2014, 2015 e 2016. No entanto, o desconto será mantido para quem efetuar o pagamento em cota única. Apesar da crise, a Sefaz municipal aponta que a arrecadação do IPTU em 2016 foi de R$ 530 milhões – 11% maior que o ano anterior.

Leia Mais

Se de um lado o prefeito ACM Neto comemora o anúncio do seu novo secretariado e aposta na geração de empregos como marca do seu segundo mandato, que se inicia no dia primeiro de janeiro, do outro lado a oposição vê a repetição de tudo que foi feito durante os primeiros quatro anos de gestão do democrata no Palácio Thomé de Souza. O vereador Gilmar Santiago (PT) criticou a escolha dos nomes. Para ele, Neto privilegiou a composição da sua base na hora da escolha e deixou a competência de lado. “A primeira consideração é de que é um secretariado composto majoritariamente por homens brancos. São 17, apenas a secretária Ivete Sacramento e Tia Eron, duas mulheres negras, mas uma composição esmagadoramente de homens brancos em uma cidade como Salvador, em que 80% são afrodescendentes. É a manutenção de uma prática de excluir mulheres e homens negros dos cargos de ponta da administração. Do ponto de vista político, é um secretariado que trabalha a composição política do prefeito. Ele quis contemplar a sua base e por isso colocou vereadores e deputados federais. Acho que o critério técnico, a competência, não foram critérios fundamentais desse secretariado, que é muito mais político”, disse o petista. Da nova composição anunciada por Neto, apenas sete secretários continuam em suas funções. Entre as novidades estão Guilherme Bellintani na Pasta de Desenvolvimento e Urbanismo e a deputada federal Tia Eron, que assumirá a Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps). Apesar de ter mais da metade do secretariado renovado, Gilmar acredita que o governo de Neto caminha para repetir velhos erros diante de uma maior cobrança da população dele. Na visão do petista, o maior desafio do democrata será criar postos de trabalho e reduzir as taxas de desemprego na capital baiana. “Eu acho que uma repetição do primeiro mandato, que é um governo sem obras estruturantes na cidade, com ausência de um projeto de criação efetiva de trabalho e renda para combater o desemprego, que é o principal problema de salvador. Pelo que eu vi, essa questão do trabalho, de emprego, vai continuar da mesma forma, sem intervenção mais concreta nessa direção”, afirmou Gilmar.

Leia Mais

Vereadores estreantes são destaques em nova legislatura
Dos 43 vereadores eleitos para a próxima legislatura da Câmara Municipal de Salvador, 15 são estreantes na política ou retornam à Casa após ficarem afastados por pelo menos uma legislatura: Marcelle Moraes (PV), Rogéria Santos (PRB), Ireuda Silva (PSDB), Igor Kanário Príncipe do Gueto (PHS), Daniel Rios (PMDB), Maurício Trindade (DEM), Paulo Magalhães Júnior (PV), Felipe Lucas (PMDB), Aleluia (DEM), Hélio Ferreira (PCdoB), Lorena Brandão (PSC), Téo Senna (PHS), Sidninho (PTN), Marta Rodrigues (PT) e Atanazio Júlio (PSDB). Os 28 reeleitos são: Paulo Câmara (PSDB), Léo Prates (DEM), Luiz Carlos (PRB), Beca (PPS), Sabá (PV), Isnard Araujo (PHS), Hilton Coelho (PSOL), Duda Sanches (DEM), Claudio Tinoco (DEM), Tiago Correia (PSDB), Cátia Rodrigues (PHS), Suíca (PT), Kiki Bispo (PTB), Alfredo Mangueira (PMDB), Palhinha (DEM), Héber Santana (PSC), Ana Rita Tavares (PMB), Joceval Rodrigues (PPS), Carballal (PV), Aladilce (PC do B), Edvaldo Brito (PSD), Moisés Rocha (PT), Odiosvaldo Vigas (PDT), Carlos Muniz (PTN), Geraldo Júnior (SD), Toinho Carolino (PTN) Silvio Humberto (PSB) e Trindade (PSL). Também é curioso o fato de que nomes tradicionais vão deixar o Legislativo soteropolitano, a exemplo de Vânia Galvão (PT), Euvaldo Jorge (PPS), Kátia Alves (SD), Everaldo Augusto (PC do B) e Gilmar Santiago (PT), que virou suplente. Além dele, tornaram-se suplentes Vado Malassombrado (DEM), Arnando Lessa (PT), J. Carlos Filho (SD), Pedrinho Pepê (PMDB), Alberto Braga (PSC), Euvaldo Jorge (PPS) e Leandro Guerrilha (PTB). Uma das principais características das últimas eleições municipais foi o crescimento do Democratas na Bahia, o que também foi verificado na CMS. O número de edis da sigla passou de três para seis, tornando-se o maior grupo em relação aos demais partidos.

Leia Mais

Prefeitura instala mil novos pontos de ônibus na capital baiana
A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), instalou, desde 2013, mil pontos de ônibus com abrigos na capital baiana. Antes desse período, existiam apenas 1,6 mil equipamentos cobertos em toda a cidade. O investimento nesses equipamentos é feito pelas empresas que têm o domínio comercial sobre os mesmos, a Cemusa e a JCDecaux, vencedoras da licitação realizada em 2000 e válida por 20 anos. Os últimos abrigos instalados estão localizados nas regiões de Cajazeiras, Rio Vermelho, Castelo Branco, Estrada das Barreiras, Nova Brasília de Valéria, São Cristóvão, Imbuí, Barra, Av. Vasco da Gama, Narandiba, Av. Luis Viana Filho, Av. ACM, Stella Maris, Pituba, Piatã e Itapuã. No total, Salvador possui 3.239 pontos.”Nunca foram instalados tantos abrigos em pontos de ônibus para a população soteropolitana. Estamos fazendo esse trabalho, buscando oferecer um suporte e conforto aos usuários do transporte público em todos os pontos, no qual temos espaço físico e estrutura necessária para esta instalação”, avaliou o secretário de Mobilidade, Fábio Mota.Para implantação da estrutura dos abrigos é necessária uma área de 5×2,5 metros. Além disso, existem pontos de ônibus em locais inviáveis tecnicamente para implantação de abrigo, a exemplo de calçadas curtas, estabelecimentos comerciais, residências e estacionamentos em frente ou, simplesmente, sem calçadas. Para esses casos, a Semob ainda está estudando possíveis soluções viáveis. Para que os antigos e novos equipamentos sejam conservados e monitorados, a Semob lançou um canal de comunicação direto com a população para denúncias. Qualquer cidadão que verifique um abrigo sendo usado indevidamente, por exemplo, com ambulantes, pessoas em situação de rua, utilização comercial não autorizada, publicidade irregular, vandalismo ou depredação, deve fazer a denúncia no número 156.

Leia Mais

Confira o perfil do novo secretariado da Prefeitura de Salvador
O prefeito ACM Neto anunciou na manhã desta quinta-feira (22), em coletiva no Teatro Gregório de Mattos, na Barroquinha, a nova equipe do primeiro escalão. O percentual de renovação é de quase 53% em relação aos quatro primeiros anos de gestão. Ou seja, dos 17 nomes divulgados, nove vão assumir pela primeira vez secretarias na administração de ACM Neto, embora alguns já sejam ou tenham sido colaboradores da Prefeitura na atual gestão. Com a reforma administrativa, já aprovada na Câmara de Vereadores, a Prefeitura terá as seguintes secretarias: Casa Civil; Fazenda; Gestão; Educação; Saúde; Promoção Social e Combate à Pobreza; Cultura e Turismo; Reparação; Manutenção; Infraestrutura, Obras Públicas e Habitação; Mobilidade; Ordem Pública; Políticas para Mulheres, Infância e Juventude; Trabalho, Esportes e Lazer; Desenvolvimento e Urbanismo; Cidade Sustentável e Inovação; e Comunicação. As secretarias se somam a duas outras estruturas que integram o primeiro escalão: Chefia de Gabinete e Procuradoria - Geral do Município. Confira os nomes dos novos titulares e uma pequena biografia de cada um:

Leia Mais

TCM quer que ACM Neto explique 10 processo de licitação da prefeitura de Salvador
Na sessão desta quarta-feira (21), o Tribunal de Contas dos Municípios aprovou com ressalvas as contas do prefeito de Salvador, Antônio Carlos Peixoto de Magalhães Neto, relativas ao exercício de 2015, sem a imputação de multa. Contudo, foi determinado ao prefeito que apresente, no prazo de 30 dias, a documentação relativa a 10 processos licitatórios, dispensas e/ou inexigibilidades, sob pena da lavratura de termo de ocorrência para apurar a irregularidade. O Município de Salvador arrecadou no exercício de 2015 receitas orçamentárias no montante de R$5.433.528.900,22. Com isso, o valor arrecadado representou 86,03% do valor orçado, que era de R$6.315.440.080,58. Comparadas as receitas arrecadadas em 2014 e 2015, respectivamente – nos valores de R$5.066.032.787,82 e R$5.433.528.900,22 -, verifica-se, no entanto, um crescimento de 7,25% na arrecadação do período. A despesa efetivamente realizada ao longo de 2015 totalizou R$5.382.325.049,57, equivalente a 82,81% da orçada com atualização, resultando num superavit orçamentário de R$51.203.850,65. Em relação às obrigações constitucionais, a Prefeitura investiu na manutenção e desenvolvimento do ensino recursos no montante de R$1.030.111.962,10, que correspondem a 28,26% da receita do Município resultante de impostos, compreendida a proveniente de transferências. Assim, cumpriu o disposto no art. 212 da Constituição Federal, que estabelece o mínimo de 25%. Na remuneração do profissionais em efetivo exercício do magistério foram utilizados 91,61% dos recursos do Fundeb, superando o índice mínimo exigido de 60%. Por fim, nas ações e serviços públicos de saúde foram investidos recursos no montante de R$641.518.987,57, que equivale ao percentual de 20,21%, atendendo ao limite mínimo de 15%. A despesa com pessoal da Prefeitura atingiu o montante de R$1.990.441.555,21, que corresponde a 40,12% da Receita Corrente Líquida do Município, não ultrapassando o limite máximo de 54% estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal. Em relação a contratação temporária de pessoal, ocorreu um aumento significativo, de 17,21%, ao longo de 2015 em relação ao ano anterior. No exercício de 2014, os gastos foram realizados no montante de R$71.512.569,87 e em 2015 alcançaram o montante de R$83.823.969,17.

Leia Mais

R7
Funcionário da Caixa atira contra colegas de trabalho e depois se mata
Depois de um surto, o funcionário da Caixa Econômica, Glei Mário de Lemos Leal , atirou contra duas colegas de trabalho, no 15º andar do edifício Empresarial 2 de Julho, na avenida Paralela, na tarde desta quarta-feira (21), em Salvador. Ele tentou atirar também contra o chefe, que conseguiu escapar. De acordo com a Polícia Militar, após o crime, o homem se matou. Equipes da PM e da Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) estão no Local. As mulheres, que não tiveram o estado de saúde divulgado, foram encaminhadas para o HGE (Hospital Geral do Estado) e Hospital São Rafael.

Leia Mais

Vaza lista de prováveis secretários da nova gestão de ACM Neto
O site Política Livre divulgou a lista de prováveis secretários da próxima gestão de ACM Neto. Confira: Fazenda: Paulo Souto [DEM] Desenvolvimento e Urbanismo: Guilherme Bellintani [DEM] Cultura e Turismo: Cláudio Tinoco [DEM] Gabinete (não é considerado secretaria): João Roma [PRB] Manutenção: Marcílio Bastos [PRB] Promoção Social e Combate à Pobreza: Tia Eron [PRB] Casa Civil: Luiz Carreira [PV] Saúde: José A. Rodrigues Trabalho, Esporte e Lazer: Geraldo Júnio [SD] Reparação: Ivete Sacaramento Mobilidade: Fábio Mota [PMDB] Educação: Paloma Modesto [PSDB] Comunicação: Paulo Alencar Políticas para Mulheres: Taíssa Gama [PTB] Cidade Sustentável: André Fraga [PV] Infraestrutura e Obras Públicas: Almir Melo Jr. [PMDB] Ordem Pública: Paulo Câmara [PSDB] Gestão: Surpresa técnica Segundo Escalão: Agência de Regulação de Serviços: Alberto Braga [PSC] Conservação e Obras Públicas: Orlando Castro [PMDB] Defesa Civil: Álvado da Silveira Filho [PMDB] Iluminação Pública: Bruno Barral [PSDB] Coordenação Prefeituras-Bairro: Júnior Magalhães [DEM] Empresa Salvador Turismo: Isaac Edington [PTB] Fundação Gregório de Mattos: Fernando Guerreiro Fundação Mário Leal Ferreira: Tânia Almeida LIMPURB: Kaio Moraes Ouvidoria: Humberto Viana Transalvador: Fabrizzio Muller

Leia Mais

Prefeitura abre novas vagas para ambulantes no Réveillon de Salvador
A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) informa que serão abertas na próxima sexta-feira (23) 100 novas vagas para ambulantes volantes interessados em trabalhar no Réveillon Salvador 2017. Eles receberão uma caixa de isopor de 24 litros para trabalho. Esses ambulantes foram cadastrados presencialmente no último dia 12, após esgotamento das inscrições feitas pela internet. Por isso, o licenciamento deles será presencial, na sede da Semop, situada na Rua 28 de Setembro, Baixa dos Sapateiros. Já foram licenciados no total 250 ambulantes que irão atuar com 250 isopores fixos; 50 com isopores volantes; três com carros de gelo; sete baianas com tabuleiro; e quatro food trucks. Esses têm até a próxima quinta-feira (22) para conclusão dos cadastros presencialmente, com entrega dos documentos informados. A Semop ressalta que as licenças serão autorizadas apenas para ambulantes residentes em Salvador, mediante a comprovação com o título de eleitor, conforme Portaria 180/2016, que dispõe sobre o exercício das atividades de comércio informal em logradouro público durante a festa do Réveillon de Salvador 2016. Todos os ambulantes licenciados irão passar por treinamento e capacitação.

Leia Mais

Prefeituras-Bairro já fez 510 mil atendimentos
Quase 510 mil pessoas beneficiadas e dois milhões de atendimentos no total. As Prefeituras-Bairro em funcionamento em Salvador estão dando tão certo que começam a ser copiadas em cidades do interior da Bahia. Um balanço comemorativo sobre o desempenho das unidades foi feito hoje, no auditório da União dos Municípios da Bahia (CAB), com a presença do prefeito ACM Neto e de boa parte dos pouco mais de 300 funcionários que trabalham diariamente para que o modelo de descentralização administrativa implantado desde 2013 dê certo e promova resultados positivos para os cidadãos. Coube ao diretor-geral das Prefeituras-Bairro, Júnior Magalhães, fazer um balanço das unidades, que são dez, sendo as mais procuradas as das regiões administrativas do Subúrbio/Ilhas (localizada em Paripe), Cajazeiras (Cajazeiras 8) e Pau da Lima (São Marcos). As demais são Barra/Pituba, no Rio Vermelho; Centro/Brotas, na Praça da Sé; Itapuã/Ipitanga, em Itapuã; Cidade Baixa, na Ribeira; Liberdade/São Caetano, em San Martin; Valéria; e Cabula/Tancredo Neves, no Cabula. Todas funcionam das 8h às 17h. "As Prefeituras-Bairro deram tão certo que as pessoas retornam para solicitar novos serviços. Isso porque o poder de resolutividade das demandas ultrapassa a casa dos 90%. Muitas demandas são resolvidas na hora. No início, esse modelo foi até alvo de preconceito por alguns. Mas mostramos que ele deu certo. E isso graças a vocês, que trabalharam diariamente nas Prefeituras-Bairro", afirmou ACM Neto. A Prefeitura investe R$13 milhões por ano nas dez unidades, que foram implantadas após um investimento de R$7,2 milhões. Júnior Magalhães afirmou que os serviços mais procurados pela população, em ordem, são a recarga do Salvador Card, com 450 mil atendimentos; cadastramento do Bolsa Família, com 256 mil; marcação de consultas na rede de saúde, com mais de 237 mil solicitações; e confecção do cartão SUS, com 165 mil pedidos. “Hoje, você tem dez unidades da Prefeitura mais próximas das comunidades, então o cidadão que precisava do auxílio municipal pode resolver próximo do seu local de moradia”, disse.

Leia Mais

Prefeitura entrega 2ª etapa do Rio Vermelho
O prefeito ACM Neto inaugura nesta sexta-feira (16), a partir das 18h, a segunda etapa da requalificação da orla do Rio Vermelho. O ponto de encontro do evento será o Largo da Mariquita, de onde o prefeito caminha até a Rua do Meio, descerra a placa na Praça Brigadeiro Faria e segue para solenidade na Rua Fonte do Boi. As obras dessa etapa, projetadas pela Fundação Mario Leal Ferreira e coordenadas pela Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Defesa Civil (Sindec), através da Superintendência de Obras Públicas (Sucop), custaram R$7,6 milhões. As intervenções contemplaram a macrodrenagem da bacia hidrográfica e a reurbanização da Rua do Meio, da Praça Brigadeiro Faria Rocha e da Fonte do Boi. A obra na Rua do Meio implantou 1.400 m² de piso intertravado e uma nova rede de macrodrenagem. Além da calçada em concreto polido, o logradouro ganhou requalificação asfáltica e fixação de 258 balizadores. A Praça Brigadeiro Faria Rocha teve as galerias de drenagem ampliadas. Foram implantados também 520m² de piso intertravado e as calçadas receberam 1.900m² de concreto polido e 1.200m² de pedra portuguesa. Foram criados dois novos jardins centrais. O mobiliário urbano da praça é composto por bancos, lixeiras, floreiras, bicicletário e quatro barracas padrão JC Decaux – placa de aço galvanizado com vidro, além de um quiosque. Já a Rua Fonte do Boi teve 900 m² de calçadas em pedra portuguesa construídos e também teve suas galerias de drenagem completamente recuperadas. Com a reurbanização das três áreas, toda a rede de iluminação pública passou a ser subterrânea. A próxima etapa da requalificação será na praça em frente ao Quartel de Amaralina. Trechos anteriores - Foram investidos R$ 54 milhões na primeira etapa da obra, envolveu toda a área compreendida entre o Largo das Mariquita e a Praia da Paciência, abrangendo ainda o Largo de Santana e a Rua João Gomes. O Largo de Santana foi completamente requalificado. A Praça Caramuru, onde ficava o antigo Mercado do Peixe, passou a contar com estacionamentos, toldos para restaurantes, paisagismo, iluminação e o calçadão foi ampliado.

Leia Mais

Especiais

'Ainda existe escravidão no Brasil, precisamos acordar para isso'

Buscar




Vídeos

Delator fala sobre caixa dois para o filho de Zé Dirceu

 

Diário News Bahia - Direitos reservados
E-mail: contato@diarionewsbahia.com.br