Especiais - Diário News Bahia

Entrevistas

'O movimento feminista no Brasil é o mais organizado da América Latina'


Turismo

Destinos saborosos do chocolate brasileiro


Especiais

Divulgação
Pai Presente: reconhecimento dos filhos chega a 72% no Fórum das Famílias
Laís, feliz com o resultado positivo, compartilha a alegria de ter Cristian Felipe com o pai, Crispiniano
A estatística, divulgada no início da tarde desta quarta (6), apontou para um aproveitamento de 72% entre os resultados do exame de paterrnidade apurados após coleta de material dos candidatos a papai, conforme orientado pelo Núcleo de Conciliação do Fórum das Famílias, em Nazaré. Entre os pais felizes, o aposentado Adilson Ferreira Sacramento comemorava a paternidade do filho Rian. Ele teve um breve relacionamento com Renata França Cruz, e confirmou ser o pai biológico de Rian. A mãe está tem em um novo casamento, mas mantém a amizade e o respeito com Adilson. “Decidi pedir para ele fazer o exame e deu positivo. Assim, tudo se esclareceu e ficamos todos felizes”, disse Renata. Já o pai, Adilson, garantiu diversão, segundo ele, para os próximos anos. A filha mais velha já está adulta, com 23 anos, e uma “criança sempre é motivo de alegria”, acrescentou o ex-operário da empresa Caraíba Metais. Show No caso do pai Crispiniano da Cruz Sobrinho e da mãe, Laís Souza Pereira, o padrinho indireto do namoro foi o cantor famoso nacionalmente pelas músicas no gênero sertanejo: eles se conheceram num show de Zezé de Camargo. Crispiniano e Laís lembram, bem-humorados, como foi o súbito e rápido encontro, no show do maior ídolo. “É o amor, que mexe com minha cabeça e me deixa assim”, cantarolou o pai, lembrando o verso mais famoso da carreira do cantor, que tem Luciano como parceiro musical. O resultado da cantoria é o bebê Cristian Felipe. Antes de sair o resultado positivo, o pai mantinha-se tranquilo ao lado da mãe, com quem não chegou a construir um relacionamento. Pela semelhança física não havia dúvida. “Não dá pra negar não”, dizia, com a aprovação da amiga genitora.

Leia Mais

brasilpost
Luiza Brunet não é a única; saiba como denunciar violência contra a mulher
Dois casos de agressão contra mulheres que ganharam repercussão na imprensa e nas redes sociais essa semana reforçam a importância da denúncia desse tipo de crime às instâncias adequadas. No último domingo, um menino de 11 anos postou em seu perfil no Facebook a foto de sua mãe batsante machucada após ser agredida pelo marido, o sargento Joel Jorge. “Estou fazendo aqui um protesto contra meu pai Joel Jorge”, escreveu o rapaz em seu perfil. A foto repercutiu nas redes sociais e gerou comeoão em relação ao caso. Hoje (1°) veio a público o depoimento da atriz Luiza Brunet que teve quatro costelas quebradas após ser agredida pelo marido, o empresário Lírio Albino Parisotto em Nova Iorque, segundo divulgou o jornal O Globo. Na quarta-feira (29), o Ministério Público do Rio (MPRJ) denunciou o sargento e a 25ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal da 1ª Central de Inquéritos pediu a prisão preventiva dele. Brunet sofreu agressões verbais, socos e chutes e teve quatro costelas quebradas. No dia seguinte ela voltou ao Brasil e representou queixa da agressão no Ministério Público de São Paulo com o laudo de corpo de delito do IML feito por ela. Nos dois casos, as vítimas procuraram canais diferentes para fazer a denúncia. No Brasil, existe um canal de atendimento para a mulher vítima de violência por meio do número telefônico 180, central telefônica para atendimento às vítimas criada pela Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM). O serviço é gratuito e funciona 24 horas todos os dias, inclusive nos finais de semana.

Leia Mais

divulgação
Couto Maia completa 163 anos e continua referência em doenças infecciosas
Construído em 1853 para ser um hospital de isolamento com a missão de atender pacientes com febre amarela vindos de navios mercantes, o Hospital Couto Maia superou as expectativas da época se tornando referência em doenças infecciosas e parasitárias. Após 163 anos da fundação, a unidade localizada no bairro de Monte Serrat, em Salvador, se mantém como único hospital da Bahia especializado no tratamento de doenças infectocontagiosas. Dispondo de 97 leitos - incluindo seis de unidade de terapia intensiva (UTI) e 30 pediátricos -, o hospital tem ainda ambulatórios de infecção geral, HIV e neuroinfecção. Hoje atende em média dois mil pacientes por mês, totalizando 24 mil ao ano. No internamento, 60% dos pacientes são portadores do vírus HIV e recebem todo o suporte para o controle da doença. Segundo a diretora do hospital, Ceuci Nunes, embora a estrutura da unidade seja antiga, os resultados obtidos nos últimos anos têm apresentado avanços positivos. “O hospital é antigo e tem infraestrutura complexa, mas os indicadores são os melhores possíveis. Para se ter uma ideia, a taxa de letalidade de meningite, em 2015, foi de 3,2%. O percentual [representou] uma redução considerável, levando em conta que já chegou a 17% no passado, e a literatura médica aceita algo entorno de 10%”.

Leia Mais

Amigos do Roberto Santos: Hospital promove campanha para receber doadores voluntários
Na semana em que o doador de sangue é mundialmente homenageado, o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) e a Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) oferecem mais uma ferramenta para os voluntários que têm interesse em ajudar o maior centro hospitalar do Norte-Nordeste. Trata-se do cadastro de número 0106, que leva o nome “Amigos do Roberto Santos”. A partir de agora, aqueles que não doam para reposição de sangue de um paciente específico podem ajudar o HGRS ao informar, no momento da ação, que querem doar para o cadastro do Roberto Santos. Com este apoio, a instituição poderá otimizar o cronograma de cirurgias eletivas, melhorar o tratamento de quem precisa de hemodiálise e, principalmente, garantir que não faltem bolsas de sangue para as unidades de urgência e emergência. Ao dia, são necessárias, no mínimo, 50 bolsas de sangue para atender às diversas demandas que chegam à Agência Transfusional do Hospital Roberto Santos.

Leia Mais

Reginaldo Ipê
 O PDDU e a Transformação Urbana Localizada
O desenvolvimento da cidade, mais do que nunca, passa pelo entendimento de que as melhorias para o coletivo passam por todos nós; cidadãos soteropolitanos. Temos em comum o desejo de viver em um ambiente mais justo e com espaços utilizados amplamente. Pois esse é um dos objetivos da emenda proposta por mim ao Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU). Estou me referindo à Transformação Urbana Localizada –TUL; instrumento que tem por finalidade a urbanização, reurbanização e requalificação de áreas públicas ou privadas presentes na capital baiana. Claro que, assim como foi a construção do PDDU; a população será fundamental na identificação das áreas. As intervenções da TUL podem envolver desde a implantação de infraestrutura urbana e melhorias no sistema viário e de transporte público; como também implantação de equipamentos com finalidade de uso público; valorização e requalificação de patrimônio ambiental, histórico, arquitetônico, cultural e paisagístico. É importante ressaltar que essas intervenções serão realizadas envolvendo investimentos públicos e privados, sempre levando em conta o interesse público; da coletividade. Mas de que forma a TUL será aplicada? As intervenções serão de menor porte; com área total de até 50 mil m²; localizadas num raio de 800 metros das estações dos sistemas de transporte; como metrô e VLT. A Transformação será instituída por meio de lei específica, com os objetivos, diretrizes e prioridades estabelecidas no PDDU.

Leia Mais

divulgação
Estudantes de Sobradinho desenvolvem foguete para reflorestar a Caatinga
No mês junho se celebra o Dia Mundial do Meio Ambiente e os estudantes da Escola Estadual Maria José de Lima Oliveira, localizado no município de Sobradinho (550 km de Salvador), dão um bom exemplo de cuidado com a natureza, marcando o período de comemorações. Eles encontram uma forma sustentável e lúdica para recompor a Caatinga e outros biomas, criando um foguete conhecido como Veículo Lançador de Sementes (VLSS), com materiais recicláveis como garrafas pet e papelão. Após o foguete atingir o apogeu, as sementes são dispersas pelo ar e caem em diversos locais na área de lançamento. Para a confecção do foguete os estudantes participaram de uma oficina na disciplina de Ciências e foram orientados pela professora Cida Nunes. Também utilizaram os conhecimentos obtidos nos estudos preparatórios para participarem da 19ª edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronautica (OBA), realizada em maio, na própria unidade escolar. De acordo com a professora Cida Gomes, o projeto foi idealizado em 2013, quando participou da Feira de Ciências da Bahia (Feciba), da Secretaria da Educação do Estado da Bahia para estimular o estudo das ciências na escola e vem sendo aprimorando ao logo do tempo. Este é o caso de Maurício Clementino da Silva, 15 anos, do 9º ano, que já mobilizou os colegas sobre a consciência ambiental. “Moro na zona rural, às margens do Rio São Francisco, onde iremos lançar o foguete para replantar sementes de Umburana de Cheiro e de Caraibeira porque achamos muito importante preservar o meio ambiente”, destaca o estudante.

Leia Mais

 E se não houve estupro? A estranha história de policiais que respeitam a lei
Por Luis Nassif Quem são esses policiais que investem contra a manada, que colocam em dúvida a palavra de um presidente interino, de um Ministro do Supremo, de um prefeito da capital, que ignoram o clamor nacional pela punição dos trinta e três animais que estupraram uma jovem? Quem são esses policiais, que afrontam a lei de Talião que passou a imperar no país, que abdicam do dever de atirar primeiro e perguntar depois, que colocam em dúvida o supremo julgamento da opinião pública? Quem eles pensam que são ao questionar a infabilidade da opinião pública, as verdades absolutas que ecoam do clamor das ruas, quem pensam que são para estragar as manchetes do dia e, pior, questionar a palavra de homens públicos impolutos? Onde pensam que estão: nos Estados Unidos, na Inglaterra, em algum país nórdico, em algumas dessas excentricidades pós-iluminismo – que rezam que ninguém pode ser condenado sem direito a defesa -, da qual o Brasil abdicou já há um bom tempo? Presidente interino de uma bancada que não reconhece direitos mínimos das mulheres, político que extinguiu a Secretaria das Mulheres, Michel Temer veio a público se indignar, posar para a foto e anunciar a criação de uma delegacia para mulheres na Polícia Federal. Pura demagogia de quem sabe que crimes contra mulheres ocorrem no ambiente local.

Leia Mais

Especiais

'Ainda existe escravidão no Brasil, precisamos acordar para isso'

Buscar




Vídeos

Delator fala sobre caixa dois para o filho de Zé Dirceu

 

Diário News Bahia - Direitos reservados
E-mail: contato@diarionewsbahia.com.br