Mundo - Diário News Bahia

Entrevistas

'O movimento feminista no Brasil é o mais organizado da América Latina'


Turismo

Destinos saborosos do chocolate brasileiro


Mundo

AFP / Gregg Newton
Homem mata cinco pessoas antes de cometer suicídio em Orlando
Policiais no local do tiroteio
Um homem, ex-funcionário de uma empresa de Orlando, foi ao local onde trabalhava e matou cinco pessoas antes de cometer suicídio nesta segunda-feira (5) - relatou Jerry Demmings, xerife do condado de Orange, na Flórida (sudeste dos Estados Unidos). O agressor foi identificado pela Polícia como John Robert Neumann Jr., um homem branco de 45 anos que morava sozinho e era veterano de guerra. Ele deu baixa nas Forças Armadas em 1999. "O indivíduo, de 45 anos, era um ex-funcionário dessa empresa que foi demitido em abril", declarou Demmings em entrevista coletiva, descartando, por enquanto, qualquer ligação com o terrorismo. "Não temos pistas que indiquem que o sujeito fazia parte de alguma organização terrorista", afirmou, acrescentando que "provavelmente foi um incidente violento em local de trabalho". O FBI está ajudando na investigação, mas até o momento as evidências apontam para um "agressor solitário". "Nada indicava que o agressor fosse agir hoje. Apenas podemos pedir às pessoas que notifiquem as forças da ordem diante de qualquer atividade suspeita", afirmou Demings. Neumann estava armado com uma pistola, uma faca de caça e outra menor, mas cometeu os ataques com uma arma de fogo. Ele se suicidou depois do tiroteio, por volta das 8h locais (9h, no horário de Brasília), no momento em que as autoridades respondiam às múltiplas chamadas de emergência. Oito pessoas sobreviveram ao ataque sem ferimentos, declarou a Polícia. Segundo balanço oficial, três homens e uma mulher foram mortos a tiros na Fiamma Inc, uma empresa de artigos para motorhomes localizada em uma área industrial da Forsyth Road, perto da Universidade Full Sail, ao leste de Orlando. Outro homem morreu no hospital. Em junho de 2014, a Polícia foi chamada a esse mesmo local, porque o homem responsável pelo tiroteio nesta segunda havia agredido um outro empregado. Nenhuma acusação chegou a ser registrada contra ele. O atirador tinha pequenas condenações por posse de maconha e delitos de violência. Shelley Adams, que mora na área, contou à imprensa que recebeu uma ligação da irmã, Sheyla McIntyre, direto da cena do crime.

Leia Mais

AFP/Arquivos / Johannes EISELE
China lança 'revolução nacional dos banheiros'
A China decidiu resolver uma necessidade urgente: mais de 50.000 banheiros públicos foram instalados ou renovados durante uma "revolução nacional dos banheiros" que faz desaparecer os sanitários sujos e inadequados, em especial nos locais turísticos. Antes do final do ano, o país terá instalado milhares de novos banheiros no lugar dos antigos que ofereciam pouca intimidade. Também contrataram equipes para manter os banheiros limpos. "Nos lugar turísticos, os visitantes se queixavam da falta de sanitários e de como eram sujos", segundo a agência China Nova. De acordo com esta agência, uma pesquisa recente revela que agora 80% dos turistas estão satisfeitos com os banheiros chineses, contra 70% em 2015. As autoridades também implementaram um sistema para fazer frente ao roubo dos rolos de papel higiênico. Alguns locais foram equipados com um sistema de reconhecimento facial para identificar os ladrões. Assim, cada usuário deve passar em frente a uma máquina que escaneia os seus rostos antes de entregar algumas folhas de papel higiênico.

Leia Mais

AFP / Yuri DYACHYSHYN
Trump vira cerveja artesanal na Ucrânia
Nos Estados Unidos, Donald Trump é o nome do presidente, mas, na Ucrânia, é o nome de uma nova marca de cerveja artesanal, com um toque de ironia. A bebida "Trump. O presidente dos Estados Divididos da América", apresentada por seus criadores ucranianos como uma "cerveja clara imperial mexicana com toque de limão", está a venda em Lviv, região oeste da Ucrânia desde o início de maio. "Nosso ponto de vista sarcástico sobre o mercado global do populismo se reflete no nome e design da marca", contou à AFP Yuri Zastavny, coproprietário da empresa Pravda, que produz a cerveja. No rótulo da garrafa, o presidente americano aparece diante de um muro, como o que prometeu construir ao longo da fronteira entre Estados Unidos e México. Atrás dele sorri Vladimir Putin, que usa um boné vermelho com um dos slogans da campanha de Donald Trump, "Make America Great Again". E diante deles um manifestante exibe um cartaz com a frase "Free Melania" ("Libertem Melania"), referência à primeira-dama dos Estados Unidos.

Leia Mais

AFP
Bomba usada em Manchester era 'potente e sofisticada'
A bomba detonada por um jovem suicida em Manchester na segunda-feira à noite, que deixou 22 mortos e 59 feridos, era potente e sofisticada, segundo fotos da polícia britânica reveladas e analisadas nesta quarta-feira pelo The New York Times (NYT). A análise inicial da bomba, baseada em elementos fotografados e recolhidos na cena do crime, não permitem deduzir a quantidade ou o tipo de explosivo que compunha a carga, mas faz pensar que se tratava de um dispositivo artesanal fabricado depois de uma "profunda reflexão e com cuidado", segundo o jornal americano. O periódico publica com exclusividade oito fotos nas quais são vistos diferentes elementos do explosivo, do detonador a uma bateria, passando por fragmentos de uma mochila azul, pedaços de metal e de parafusos.

Leia Mais

AFP
Modelo da Playboy é condenada por cyberbullying de idosa
Modelo da Playboy, Dani Mathers
A modelo da Playboy Dani Mathers foi condenada a três anos de liberdade condicional, nesta quarta-feira (24), depois de compartilhar às escondidas no aplicativo Snapchat a foto de uma senhora nua no vestiário de uma academia. "Playmate" do ano em 2015, Dani também terá de cumprir 30 horas de serviço comunitário, segundo o acordo fechado por seus advogados com a Justiça de Los Angeles. Publicada no Snapchat em julho passado, a foto deflagrou uma onda de críticas e abriu nos Estados Unidos um debate sobre "body shaming", termo usado para definir o ato de envergonhar alguém por algum aspecto de seu corpo. A imagem mostrava uma mulher de 70 anos nua, de costas, em uma academia de Los Angeles, ao lado de outra imagem, da modelo, com uma cara de gozação e a seguinte legenda: "Se eu não posso não ver isso, então, vocês também não".

Leia Mais

AFP
Schwarzenegger critica Trump:  está devolvendo EUA à Idade da Pedra
Trump participa de conferência na Arábia Saudita
O ator americano Arnold Schwarzenegger criticou neste domingo (21), no Festival de Cannes, os planos de Donald Trump de reativar a indústria do carvão, e disse que o presidente está devolvendo o país à Idade da Pedra. "Estamos de volta à Idade de Pedra", disse à AFP. O ex-governador da Califórnia acusou a política energética de Trump, que dá amplo espaço aos combustíveis fósseis e pode ter consequências para todo o planeta. O presidente "quer voltar ao carvão: isto é recuar. Depois vai querer voltar aos cavalos e carruagens", declarou à imprensa. "Até agora não fez nada desde que se tornou presidente. Nada", disse.

Leia Mais

AFP
Coreia do Norte dispara míssil de médio alcance
Kim Jong-un ao lado de comandantes militares
A Coreia do Norte lançou neste domingo um míssil de médio alcance, confirmou uma fonte da Casa Branca, depois que a Coreia do Sul anunciou o lançamento de um "projétil não identificado". "Estamos convencidos de que a Coreia do Norte lançou um MRBM", um míssil balístico de médio alcance, afirmou a fonte americana, que se encontra na Arábia Saudita, onde o presidente Donald Trump faz uma visita de dois dias. "Este sistema, testado em fevereiro pela última vez, tem um alcance menor que os mísseis lançados pela Coreia do Norte em seus três últimos testes", completou. Mais cedo, o Estado-Maior Conjunto sul-coreano indicou que não havia conseguido identificar o projétil, mas que tinha alcance de 500 quilômetros.

Leia Mais

AFP / Pascal GUYOT
Homem ameça de morte filhos de Schumacher e é condenado a um ano de prisão
Um homem, que ameaçou de morte os filhos do ex-piloto alemão Michael Schumacher caso não recebesse 900.000 euros, foi condenado nesta quinta-feira (18) a um ano de prisão. A justiça alemã condenou também o homem, de 25 anos, a pagar uma multa de 4.500 euros e 50 horas de trabalhos comunitários, além de receber ajuda de um psiquiatra. "Se o dinheiro não for entregue até 31 de março de 2016, seus filhos morrerão. Na Fórmula 4, há muitos acidentes...", havia escrito o homem em mensagem enviada à esposa de Schumacher, Corinna, em fevereiro de 2016. A polícia identificou facilmente o remetente, visto que este colocou o número da conta bancária na mensagem. Seu advogado informou que seu cliente foi "incapaz de explicar o motivo" de seu ato. O filho do sete vezes campeão do mundo de Fórmula 1, Mick, de 18 anos, compete hoje na Fórmula 3, enquanto sua filha, Gina-Maria, de 20 anos, tem uma brilhante carreira como amazona. Schumacher, vítima de um traumatismo cerebral após uma queda de esqui em 2013, segue se recuperando em casa, na Suíça. Contudo, sua família não oferece qualquer detalhe de seu estado de saúde atual.

Leia Mais

AFP / Valery HACHE
Atriz de 'House of Cards' quer Michelle Obama na presidência dos Estados Unidos
A atriz americana Robin Wright chega ao Festival de Cannes
A atriz Robin Wright, primeira-dama na série "House of Cards", quer que Michelle Obama substitua Donald Trump na Casa Branca, declarou ontem (18), no Festival de Cannes. Em um debate, Wright brincou que Trump "roubou todas as nossas ideias" para os próximos episódios da série de sucesso, na qual faz par com Kevin Spacey, um casal disposto a fazer qualquer coisa para manter o poder. "Precisamos ver esperança em algum lugar", afirmou em um debate sobre o papel das mulheres no filme. E Michelle Obama "seria uma presidente formidável". A atriz, de 51 anos, que também dirigiu vários episódios de "House of Cards", acaba de filmar "Mulher Maravilha", descrito como o "primeiro filme de super-heroína". No Festival de Cannes, que abriu na quarta-feira, ela apresenta seu primeiro curta-metragem "The Dark of Night". Wright pediu que a indústria cinematográfica dê mais espaço para as mulheres, minoria, especialmente entre os cineastas. "O feminismo é a igualdade. Trabalho igual, salário igual", reivindicou.

Leia Mais

AFP/Arquivos / Behrouz MEHRI
Japão dá passo legal para abdicação do imperador Akihito
O imperador Akihito e a imperatriz Michiko
O Japão deu um passo legal para a primeira abdicação de um imperador nos últimos 200 anos, com a aprovação pelo governo de um projeto de lei especial que será válido apenas para o atual monarca, Akihito. O texto será enviado a uma comissão do Parlamento para debate e muitos acreditam que receberá uma aprovação rápida no plenário da Câmara. Akihito, que sucedeu o pai Hirohito, deu a entender no ano passado o desejo de abdicar. O soberano, de 83 anos, teme que a idade o impeça no futuro exercer de forma plena o papel de "símbolo da nação". O príncipe herdeiro do Japão, Naruhito, sugeriu em fevereiro que está disposto a assumir as funções de seu pai. Mas a lei que rege a Casa Imperial não permite ao imperador do Japão abandonar o trono em vida. A abdicação não é esperada antes do fim de 2018, segundo a imprensa japonesa. Se tudo acontecer como está previsto, Akihito cederia ao filho o trono de Crisântemo no início de 2019. Os elementos do projeto de lei divulgados pelo porta-voz do governo indicam que "a abdicação deve acontecer em uma data fixada por decreto, em um prazo não superior a três anos após sua promulgação". Um calendário muito acelerado dificultaria parte da administração e os fabricantes de agendas e calendários. O Japão não obedece apenas o calendário ocidental, mas também - para os documentos administrativos e profissionais - em anos da era imperial.

Leia Mais

AFP/Arquivos / Chaideer Mahyuddin
Dois indonésios são condenados por relação homossexual
Os condenados têm 20 e 23 anos
Um tribunal islâmico da Indonésia condenou nesta quarta-feira dois homens a serem espancados em público por manterem relações sexuais, último símbolo da repressão contra a comunidade gay no país. Os condenados, de 20 e 23 anos, declarados culpados por terem desrespeitado a rígida lei islâmica em vigor na província de Aceh, serão espancados com um bastão 85 vezes cada um. Os dois homens foram surpreendidos na cama no mês de março por um grupo de justiceiros na pensão onde viviam em Banda Aceh, a capital desta província conservadora. Depois, foram entregues à polícia da sharia (lei islâmica). "Ficou demonstrado, juridicamente, de maneira convincente, que ambos são culpados de relações homossexuais', declarou ao tribunal o juiz Jairil Jamal. "Estão condenados a receber publicamente 85 golpes", acrescentou. Os bastões são feitos de rattan (folhas de palmeira) e geralmente não provocam ferimentos graves. O castigo tem por objetivo principalmente a humilhação pública dos condenados. Aceh é a única das 33 províncias deste país do sudeste asiático autorizada a aplicar a sharia. Apostar, beber álcool ou cometer adultério também são punidos.

Leia Mais

AFP / ALFREDO ESTRELLA
México e EUA unem forças contra droga 50 vezes mais potente do que a heroína
A diplomata Roberta Jacobson discursa na abertura da conferência, na Cidade do México
Os governos de Estados Unidos e México estão "profundamente comprometidos" com combater a ameaça do fentanil, um fármaco opioide 50 vezes mais potente do que a heroína que está "devastando comunidades" em todo o território americano - anunciou a embaixadora americana na capital mexicana, nesta terça-feira. O fentanil é um potente analgésico, altamente viciante, que costuma ser prescrito com receita para pacientes com câncer. Seus efeitos e seu baixo custo (mais barato do que a heroína) acabaram transformando-o em uma das drogas sintéticas da moda. Segundo as autoridades, existe uma "epidemia" nos Estados Unidos. Está "causando um número de overdose sem precedentes e matando pessoas de todas as idades", explicou a diplomata Roberta Jacobson, na abertura de uma conferência de especialistas químicos e forenses de ambos os países sobre essa substância. Desse encontro, que vai até quarta, participam especialistas da Agência Antidrogas Americana (DEA, na sigla em inglês) e da Agência de Investigação Criminal do México. "Apenas nos Estados Unidos, no ano de 2015, mais de 33.000 pessoas morreram por overdose por opioides. Isso representa um aumento de 72%, em relação ao ano anterior. Tudo indica que os dados para os anos 2016 e 2017 mostrarão dados ainda maiores", completou Jacobson. O astro do pop americano Prince faleceu no ano passado por overdose de fentanil, droga consumida por ele para aliviar uma dor crônica.

Leia Mais

GettyImages
Terremoto de 5,5 graus mata 8 e deixa 23 feridos na China
Cerca de oito pessoas morreram e 23 ficaram feridas após um terremoto de 5,5 graus de magnitude que atingiu na madrugada de hoje o Condado de Taxkorgan, na região autônoma de Xinjiang, no noroeste da China, de acordo com informações da agência oficial de notícias Xinhua. O tremor, de uma profundidade de 8 quilômetros, ocorreu às 5h58 (hora local) e seu epicentro foi localizado na parte sudeste do planalto de Pamir. Milhares de policiais e militares foram mandados para a região com o objetivo de socorrer os mais de 12 mil desabrigados. Mais de 9 mil pessoas foram levadas para lugares seguros, enquanto os feridos foram hospitalizados. Segundo explicações do chefe do Partido Comunista do condado, Wang Fuyou, foi um terremoto seguido por 82 réplicas. A região de Quzgun, de 449 habitantes, foi a mais afetada, com o desabamento de mais de 1,5 mil casas e mil cabeças de gado morreram ou ficaram feridas. Equipes de resgate procuram por possíveis pessoas que estejam sob os escombros.

Leia Mais

Al-Manara Al-Baydaa/AFP/Arquivos / Handout
EUA oferecem US$ 10 milhões por terrorista vinculado à Al-Qaeda
Os Estados Unidos ofereceram uma recompensa de 10 milhões de dólares por informações que ajudem a identificar ou localizar o chefe da Frente Fateh al-Sham, Abu Mohamed al-Kholani, antes vinculado à Al-Qaeda. É a primeira vez que o Programa Recompensas por Justiça, subordinado ao Departamento de Estado, oferece um prêmio por um líder desse grupo. Kholani foi designado "terrorista global" pelo Departamento de Estado e seu nome também aparece nas listas do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Em sua notificação, o Departamento de Estado indica que Kholani prometeu à Al-Qaeda em abril de 2013 depois de se afastar do grupo Estado Islâmico. Voltou a enaltecer a Al-Qaeda em um vídeo postado em julho de 2016. A Frente Fateh al-Sham, antes conhecida com Frente Al-Nusra, se separou da Al-Qaeda em julho de 2016, em uma jogada que, para muitos analistas, não foi mais que uma tentativa para que a ONU e os governos ocidentais a tirassem de suas listas negras.

Leia Mais

AFP/Arquivos / PRAKASH MATHEMA
Sul-africano é multado em US$ 22.000 por tentar escalar o Everest sem autorização
Estrangeiros que desejam escalar o monte precisam pagar uma permissão que custa 11.000 dólares.
Um sul-africano que tentou escalar o Everest sem autorização oficial foi obrigado a abandonar sua aventura a pedido das autoridades nepalesas e terá que pagar uma multa de 22.000 dólares, anunciou uma fonte do governo. Ryan Sean Davy, 43 anos, conseguiu, de acordo com sua própria versão, chegar ao Campo 2 (a 6.400 metros de altura), antes da descoberta de sua tentativa. Os estrangeiros que desejam escalar o Everest (8.848 metros) precisam pagar uma permissão que custa 11.000 dólares. A medida serve para o Nepal, um dos países mais pobres do mundo, controlar o número de visitas e obter uma renda. O sul-africano não pagou a permissão e tentava escalar em segredo, evitando as demais expedições. "Eu o vi perto do campo base, me aproximei e ele fugiu", explicou à AFP Gyanendra Shresth, funcionário do governo no campo base do Everest.

Leia Mais

Especiais

'Ainda existe escravidão no Brasil, precisamos acordar para isso'

Buscar




Vídeos

Delator fala sobre caixa dois para o filho de Zé Dirceu

 

Diário News Bahia - Direitos reservados
E-mail: contato@diarionewsbahia.com.br