Turismo - Diário News Bahia

Entrevistas

'O movimento feminista no Brasil é o mais organizado da América Latina'


Turismo

Destinos saborosos do chocolate brasileiro


Turismo

Secom/ Camaçari
Arembepe é um paraíso envolvente
'Aquilo que nos envolve' define Arembepe literalmente na língua Tupi Guarani e na essência de um dos paraísos de Camaçari. Belezas naturais, riquezas culturais e uma população acolhedora caracterizam a localidade que mantém a identidade local, de vila de pescadores, e é uma das mais conhecidas do Litoral Norte baiano. Com aproximadamente uma grande fazenda de coqueiros, que foi aos poucos se transformando em Vila de Pescadores. Arembepe dispõe de cinco belíssimas praias em uma orla de aproximadamente 7 km, todas as praias são de águas mornas e propícias para a pratica de esportes como surf, kitesurf, windsurf, mergulho e um bom banho em piscinas de águas mornas e calmas

Leia Mais

Paulo Nunes Jr
Vitória da Conquista: a
Localizada no sudoeste baiano e a 509 km de Salvador, Vitória da Conquista é a terceira maior cidade da Bahia. Conhecida como “Suíça Baiana”, por ser uma das cidades que registram as temperaturas mais amenas no estado, Vitória da Conquista, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), tem demonstrado uma grande vocação para o turismo de negócios, devido ao seu contínuo crescimento. O território onde hoje está localizado o município de Vitória da Conquista foi habitado pelos povos indígenas Mongoyó, Ymboré e Pataxó. Os aldeamentos se espalhavam por uma extensa faixa, conhecida como Sertão da Ressaca, que vai das margens do Rio Pardo até o Rio das Contas. Em Conquista o turista encontra opções de lazer nas áreas culturais e ambientais e infraestrutura adequada para recebê-lo. Possui rodoviária, com linhas diárias para todas as cidades da região e principais cidades do país, além de um aeroporto para aeronaves de médio porte com voos diários pelas empresas OceanAir e Passaredo para diversas cidades brasileiras.

Leia Mais

Baía de Todos os Santos impressiona dirigentes de clube das Mais Belas do Mundo
Depois de três dias em Salvador (BA), onde mantiveram audiência com os secretários estadual e municipal de Turismo, os dirigentes do Clube das Mais Belas Baías do Mundo (The Most Beautiful Bays in the World – TMBBW Club) percorreram a Baía de Todos-os-Santos (BTS), que deve receber a chancela da entidade sediada em Paris (França) até a primeira quinzena de julho. Michel Bujold, que assume a presidência da TMBBW Club na próxima gestão, em 2019, e Enique Litman, vice-presidente da TMBBW para a América, vieram até Salvador para vistoriar a BTS, último estágio para ser aceita definitivamente no TMBBW Club. “Estamos impressionados com o que vimos. Com toda a organização da nossa visita, a questão cultural no entorno da Baía de Todos-os-Santos. Sem dúvida, a Baía tem todo potencial para ser confirmada no clube”, afirmou Bujold. Já Litman chamou a atenção para o entrosamento entre o poder público e a sociedade para colocar a Baía de Todos-os-Santos no clube e o trabalho de preservação ambiental nela realizado. Os dirigentes do TMBBW Club conheceram as ações previstas no Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur Nacional), que prevê investimentos de US$ 84,7 milhões na promoção do turismo náutico, de forma integrada ao segmento cultural e que vão beneficiar 17 municípios situados no entorno da Baía de Todos-os-Santos, além de Salvador. “Existe um potencial em infraestrutura e divulgação da Baía de Todos-os-Santos que não está sendo explorada e a entrada no TMBBW Club vai possibilitar troca de informações e apoio internacional nessa divulgação”, destacou Bujold.

Leia Mais

folhanordeste
Cumuruxatiba, um destino diferenciado no litoral baiano
Cumuruxatiba recebeu esse nome pelos índios da tribo Pataxó, devido ao fenômeno que lá ocorre, denominado maré rasante, uma diferença entre a maré alta e baixa. Iniciou suas atividades turísticas a mais de quinze anos, quando a comunidade, formada por cerca de 500 pescadores, cafuzos, mulatos, índios e mamelucos, recebeu os primeiros pontos de energia elétrica. Hoje, a vila de Cumuruxatiba, a 32 km de Prado, é um dos pontos mais procurados por brasileiros e estrangeiros que buscam tranquilidade em suas deslumbrantes praias de natureza exótica.
 
Localizada na Costa das Baleias, extremo-sul da Bahia, Cumuru, como foi carinhosamente apelidada, é cercada por quilômetros de praias virgens, desprovidas de poluição visual ou sonora, recortadas por rios de águas límpidas e muito sossego. É um local simples e belíssimas praias rasas, calmas e com águas mornas. As praias possuem enormes falésias, coqueirais e mata atlântica em abundância, o que proporciona um grande contraste de cores em seu inesquecível cenário.
 
Praias pra escolher e curtir
As praias de Cumuruxatiba são praticamente intactas. Permanecem frequentemente  desertas, sendo assim perfeitas para descansar com a família e amigos. As situadas no centro da vila são ótimas para as crianças, pois não possuem fortes ondas e, durante a maré baixa, é possível andar por mais de 100 metros mar adentro para apreciar os mais diferentes corais expostos e a bela paisagem litorânea.
 
A praia que dá nome à vila, com 1.200 metros de extensão, repleta de recifes e trechos de manguezais. Conta com uma interessante atração, o segundo maior píer do mundo feito em madeira, mesmo destruido pelo tempo ainda continua sendo o cartão-postal local. Esta praia também atrai a turma da caminhada e dos esportes naúticos: mergulho, windsurf, skysurf, caiaque e vela. A Escola de Vela Cumuru oferece aulas para os vistantes.
 
Ao sul as praias, em sua maioria, são desertas e possuem rios desembocando no mar, o que garante um refrescante banho de água doce. A mais próxima praia da vila está situada ao sul, é da Areia Preta, contornada por areias monazíticas e falésias de até 30 metros. Percorrendo mais 5 km sul há duas praias bem desertas: a de Japara Mirim e de Japara Grande. Ambas possuem altas e coloridas falésias e são boas para pesca, mas cada uma é cortada pelos rios que dão seus respectivos nomes.
 
As praias mais movimentadas são as do norte. A 3 km está a Rio do Peixe. Recheada por falésias, coqueiros e córregos, é dividida em duas: Peixe Pequeno e Peixe Grande. Com amendoeiras por toda a sua extensão, ambas possuem vários arrecifes, onde são pescados lagostas, polvos e camarões. São delimitadas por rios e possibilitam um delicioso banho de água doce a poucos metros do mar calmo. Ficam aqui as mais charmosas pousadas da vila.
 
A Praia do Moreira, a 8 km ao norte é  provida de um ar romântico, possibilita aos visitantes a visualização, na maré baixa, das grandes piscinas naturais nos arrecifes, povoadas de peixes multicoloridos. O acesso à praia, de areia clarinha, considerada uma das mais bonitas da região é por intermédio de uma fazenda.
Depois vem Imbassuaba e Calambrião, com águas calmas e mornas. São praias semi desertas, à frente de fazendas. As águas são esverdeadas, ótimas para banho.
 
Já Barra do Cahy, possui um grande valor histórico por ser o local onde se deu o primeiro contato dos portugueses com os índios que lá viviam, na época do descobrimento do Brasil, conforme escrito na carta de Pero Vaz de Caminha – destes mares avista-se o Monte Pascoal. Desta forma a Barra do Cahy ainda mantém características da época do descobrimento do Brasil.
 
Fazer um passeio pelo Rio Cahy é um programa relaxante e de verdadeiro contato com a natureza. Suas nascentes advêm dos Parques Nacionais do Descobrimento e do Monte Pascoal, com águas absolutamente limpas.
 
 Atrativos
A região de Cumuruxatiba possui passeios para todos as idades e gostos. A visita a Ponta de Corumbau é imperdível. É um pontal com coloridos recifes de corais, o Itacolomi e o Pataxo, que desaparecem com a maré alta. Para chegar ao destino, mergulhar nas piscinas naturais e observar o encontro das águas cristalinas da praia com o rio Corumbau, há duas formas: percorrer 60 quilômetros de estrada de terra ou fazer um passeio agradável de barco.
 
Um passeio mais histórico há 110 quilômetros de Cumuruxatiba, o Parque Nacional do Monte Pascoal. Criado em 1961 abriga, numa área de 22.500 hectares, uma reserva indígena Pataxó e uma parte da Mata Atlântica em perfeita conservação, composta por árvores como o Pau-Brasil e o Jacarandá e por animais ameaçados de extinção, como a onça suçuarana, o veado campeiro e a preguiça de coleira.
 
A Cumuru Magical Tour (www.cumurumagicaltour.com.br) é uma agência de turismo receptivo que oferece passeios terrestres e marítimos com guias especializados.
 
 Artesanato
Em Cumuru comprar objetos feitos, artesanalmente, pelos nativos índios Pataxós é tarefa fácil para aqueles que querem levar uma lembrança aos amigos e familiares. Produzidos com toda a matéria-prima retirada da natureza na forma de sementes, conchas, madeiras, cipós podem ser encontrados, também em diversas lojas artesanais que por lá se situam.
 
Um atelier para se conhecer na vila, sinônimo de beleza e inspiração, é o Atelier Renata Homem. A artista desenvolve peças em cerâmica, modeladas sem o uso do torno, pintadas a frio e esmaltadas.
 
 Onde ficar
A vila de Cumuruxatiba difere-se das cidades ao seu redor como Caravelas, Prado e Alcobaça, devido à sua rusticidade. Mas, mesmo assim, não deixa de oferecer aos seus visitantes ótimas opções gastronômicas e de hospedagem.
 
A Pousada Axé (pousadaaxe.com.br) localizada na Av. Beira Mar, dispõe de 20 apartamentos, todos de frente para o mar, com tv, frigobar, ventilador de teto, ar condicionado, camas Box king size e varanda com rede. Duas piscinas, sendo uma de hidromassagem, salão para festas, cozinha interativa, bar molhado, serviços de praia e bicicletas, estacionamento. As diárias incluem café da manhã.
 
A Pousada É (pousadae.com)  na Alameda Roberto Pompeu, nº 8, Praia do Rio do Peixe Grande, possui 12 apartamentos voltados para o mar, equipados com TV, frigobar, ventilador de teto, mesa, colchões de mola e varanda individual com rede e vista para o mar. Na área comum há estacionamento, sala de estar, sala de TV/DVD, restaurante, biblioteca, home theater, salão de jogos, baby copa, play, piscina e bicicletas. As diárias incluem café da manhã.
 
 
Pousada Rio do Peixe (pousadariodopeixe.com.br) na Alameda Roberto Pompeu, nº 12, Praia do Rio do Peixe Grande, dispõe de 20 apartamentos, ar condicionado, TV, frigobar, telefone com discagem direta, colchões de molas, varanda com rede. Hall social, varandaexterna, restaurante, sala de TV/DVD, sala de jogos, babycopa, piscina com gazebo e estacionamento. As diárias incluem café da manhã.
 
O restaurante Catamarã é uma ótima escolha para saborear as diversas opções gastronômicas de Cumuruxatiba. Localizado na Rua Antonio Sabino, o acesso ao restaurante é pelo bairro da Areia Preta ou pela praia. No alto de uma grande falésia e de frente para o mar, possui uma maravilhosa vista das praias de Cumuru. Os pratos de destaque do Catamarã restaurante são a feijoada e o arroz de polvo.
 
O Restaurante Cores e Sabores localizado na Rua Santo Antonio s/n, centro, oferece pratos elaborados à base de carnes, peixes e frutos do mar num ambiente descontraído e agradável. O prato de destaque é o camarão com maracujá.
 
O Restaurante Mama África é uma opção diferente de gastronomia, no Morro da Fumaça. Com um ambiente descontraído é comandado por uma chef angolana. Destacam-se os pratos, preparados a partir de receitas exóticas, à base de bacalhau e de frutos do mar. Os temperos utilizados são orgânicos e produzidos no própio local. Após as refeições o restaurante oferece um local com redes para relaxar diante da bela paisagem da mata nativa.
 
Como chegar a Cumuruxatiba
De avião
 
A melhor opção é descer em Porto Seguro, a 230 quilômetros de Cumuruxatiba, alugar um carro ou contratar o serviço de traslado da Cumuru Magical Tour (www.cumurumagicaltour.com.br) (73) 8833.9448
 
De carro
 
Pela BR-101 (até Teixeira de Freitas) e seguir em direção a Alcobaça e, depois, para Prado. A partir daí, são 32 quilômetros em estrada de terra. Vindo do Norte, acesso pela BR-101 (até Itamarajú) e seguir em direção a Prado. A partir daí, são 32 quilômetros em estrada de terra.
 
De ônibus
 
A empresa São Geraldo (saogeraldo.com.br) possui ônibus diários partindo das mais diversas cidades do país em direção à Prado, a 32 quilômetros de Cumuruxatiba. De Salvador, a empresa Águia Branca (www.aguiabanca.com.br) possui ônibus diretos, diariamente até Itamarajú. A empresa Expresso Brasileiro (expressobrasileiro.com.br) faz a linha Itamarajú x Cumuruxatiba via Prado.
 
Texto por: Cláudio Lacerda Oliva

 

Leia Mais

EBC
Tradutor pode ajudar vendedores a dar fim ao
Treinamento do Google Tradutor na orla de Copacabana

Com a proximidade dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, o número de clientes que não falam português só tende a aumentar - e a dificuldade de comunicação também. São esperados entre 350 e 500 mil turistas durante o evento. 

Para ajudar a fluir a comunicação entre os “gringos” e os brasileiros, um aplicativo do Google, o Google Tradutor pode auxiliar quem trabalha diretamente com o atendimento do público. Em parceria com a Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) e empresas como Uber e 99 Taxis, o Google deu início nesta semana a uma série de treinamentos, que segue até agosto, para taxistas, cobradores de ônibus, monitores de museus, além de atendentes de bares, restaurantes e quiosques. 

“O aplicativo pode quebrar a barreira de língua que existe entre os turistas e os brasileiros. Queremos chegar a 1 milhão de pessoas treinadas para garantir que elas saibam usar todas as ferramentas que o app tem”, explicou a gerente de Marketing do Google Brasil, Maria Clara Fleury.

A novidade que promete facilitar ainda mais o uso do aplicativo é que agora ele poderá ser utilizado mesmo sem acesso à internet. Para isso, é necessário fazer o download prévio dos pacotes de dicionários que se pretende utilizar de modo off-line.
 
Os profissionais do sistema de transporte do município do Rio também estão sendo capacitados em salas de aula e em terminais de ônibus, além de participarem de cursos de idiomas por video-aulas. “Para a gente, há ainda um benefício complementar que é o ingresso deles no mundo virtual. Os funcionários possuem celular, o problema mesmo é a inclusão digital. Por isso estamos estimulando-os”, acrescentou Ana Rosa, diretora da Universidade Corporativa do Transporte. 

Nelson Fragata, 38, integrante da equipe que realiza os treinamentos do Google Tradutor na orla de Copacabana, conta que a ferramenta tem sido bem aceita. “É impressionante que muita gente já até tinha o aplicativo e usava para coisas pessoais, mas só não sabia que podia ser bem útil no trabalho”, explica. O Google também disponibiliza treinamento online aqui.

A ferramenta do Google traduz mais de 100 idiomas e é possível utilizá-la tanto no site como no aplicativo, disponível em IOS e Android. O Brasil é o país que mais utiliza o serviço, à frente, inclusive, dos Estados Unidos. Segundo dados da empresa, um em cada três brasileiros usa o site para traduções, sendo que 86% dessas consultas são em relação à língua inglesa. A versão do serviço no aplicativo é mais completa e possui basicamente três tipos de tradução: por texto, fala e imagem. 

Tradução por texto (digitado ou desenhado)

 É o serviço tradicional de tradução oferecido pela versão desktop, onde o usuário escolhe o idioma e escreve o texto a ser traduzido. No aplicativo, é possível também desenhar a palavra.

Câmera tradutora
Utilizando a câmera do celular, o aplicativo traduz, como num “passe de mágica”, o texto contido em alguma imagem. Do português, a ferramenta só traduz automaticamente para o inglês. Para outros idiomas, é necessário o texto das imagens seja traduzido antes para o inglês.

Conversa 
Ao clicar no ícone do microfone, o usuário registra a fala que deseja traduzir e o aplicativo reproduz a conversa, já traduzida, no idioma escolhido.

Tradução offline
Como o serviço de internet móvel ainda é precário no Brasil, uma atualização do aplicativo permitirá a tradução de modo off-line. Para tanto, é preciso fazer o download prévio dos dicionários aos quais se deseja realizar a tradução sem necessidade de conexão com a internet. 

Tradução integrada a aplicativos de terceiros (Whatsapp, Messenger, emails)
A mais recente atualização do Google Tradutor também contará com uma integração a aplicativos de conversa instantânea, como o Whatsapp e o Facebook Messenger. Os usuários não mais precisarão sair desses aplicativos para traduzir conversas. Ao clicar em copiar uma mensagem aparecerá, no próprio aplicativo de chat, o ícone do Google Tradutor. Daí é só realizar a tradução e se comunicar em diferentes idiomas.

Leia Mais

Ascom/MTur
Dia do Guia de Turismo é celebrado pelo MTur
Grupo de turistas acompanhado por guia de turismo

Crachá no peito, desenvoltura e amor por sua terra são algumas das características inerentes ao guia de turismo. Nesta terça-feira (10) marcada pelo Dia do Guia de Turismo, a Agência de Notícia do Ministério do Turismo reforça a importância do profissional que é imprescindível para garantir uma viagem sem preocupações e com o máximo de aproveitamento.

A regulamentação da profissão, em 1993, foi uma das grandes conquistas dos guias que têm se confirmado cada vez mais como um importante parceiro dos viajantes, uma vez que é ele quem conduz o turista por caminhos inéditos, relata histórias da região e ajuda a construir e consolidar a imagem do destino. 

Para evitar dor de cabeça, somente os profissionais relacionados no Cadastur, do Ministério do Turismo, estão autorizados a exercerem a função de guia. Eles cumprem várias exigências, começando pela formação profissional, que os tornam habilitados para desempenhar o trabalho.

“Os guias são imprescindíveis para o setor e para o viajante que ganha uma experiência inesquecível. É ele quem orienta, cuida e dá apoio ao turista ou grupo. Por isso é fundamental incentivar sempre a qualificação desses profissionais”, avaliou o ministro do Turismo, Alessandro Teixeira.

O Brasil possui centenas de destinos turísticos que podem encantar diferentes perfis de visitantes como praias, serras, cidades históricas e grandes centros culturais. O país também conta com o turismo de negócios, gastronômico, religioso, de aventura, arquitetura, ecoturismo e até arqueológico.  Quando o guia auxilia na comunicação e transmissão de informações e conhecimentos, cria um ambiente propício da visita ao destino turístico e proporciona segurança ao viajante.

QUALIFICAÇÃO - Os guias profissionais passam por um curso de formação de 800 horas que inclui temas sobre o turismo nacional e regional, como atender bem o turista e até aulas de primeiros socorros. Por isso, o turista deve exigir que o guia use a credencial fornecida pelo Ministério do Turismo. É a comprovação do registro profissional no sistema de cadastro oficial. Pelo site do Cadastur, o turista encontra a listagem de todos os guias por categoria, idioma, estado, município e área de atuação.

Atualmente existem mais de 13 mil guias registrados no cadastro. Eles podem ser contratados para acompanhar, orientar e informar pessoas ou grupos em visitas e excursões rurais, urbanas, municipais, estaduais, interestaduais, internacionais ou especializadas dentro do território nacional. Para evitar problemas, o turista deve tomar medidas preventivas como consultar o cadastro e só contratar serviços de guias inscritos no Ministério do Turismo.

CURIOSIDADE - A profissão é antiga. Os primeiros relatos são de 440 A.C., quando alguns soldados exerciam o papel de guias, orientando os militares, durante as guerras por territórios totalmente desconhecidos das tropas. Atualmente, os guias de turismo se tornaram sinônimo de anfitriões e embaixadores da receptividade.

Leia Mais

Divulgação/Ministério do Turismo
Nordeste é a região com o maior índice de profissionais qualificados  no setor de Turismo

As empresas brasileiras do setor de Turismo estão cada vez mais focadas na qualificação de seus produtos e serviços. A conclusão é do Estudo de Competitividade das Micro e Pequenas Empresas do Turismo Brasileiro, realizado pelo Sebrae em parceria com a Confederação Nacional do Turismo, que comprova que essa iniciativa aumento a competividade dos empreendimentos no mercado.

O estudo revela que entre as três estratégias que as empresas de turismo pretendem adotar para ampliar a sua competitividade, 62% das empresas escolheram a melhoria da qualidade dos serviços e produtos como a principal estratégia a ser desenvolvida. O investimento na capacitação dos profissionais foi a segunda opção mais votada, com 40% das preferências, seguida pelo estimulo à inovação, com 37%.

Iniciativas de capacitação e o treinamento dos colaboradores são mais difundidas na Região Nordeste, onde 31% das empresas promovem com frequências cursos de qualificação. Nas regiões Norte e o Centro-Oeste, este índice foi de 20%. O Sul e o Sudeste brasileiro atingiram 19% e 11%, respectivamente. Entre os tipos de empresas do setor turístico monitoradas, as agências e operadoras de viagem destacaram-se com o índice de 41% na alta utilização da capacitação de seus profissionais.

O Nordeste também é a região com o maior índice de profissionais com mais de 12 anos de estudo, 25%.   O Centro-Oeste ficou na segunda posição (24%), seguido pelo Sul (19%), Norte (16%) e Sudeste (10%).

A qualificação dos profissionais que atuam no Turismo é uma das preocupações do Ministério do Turismo. Entre as matriculas realizadas no período de 2011 a 2015 para o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), 400 mil foram para cursos do Pronatec Turismo. Para 2016, o governo federal disponibilizou, por meio do programa, dois milhões de vagas para cursos técnicos e de qualificação profissional.

A qualificação dos profissionais do setor também faz parte da preparação do Brasil para a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, em agosto. O Ministério do Turismo prevê a capacitação de mais de 10 mil pessoas para melhoria do serviço e atendimento aos turistas. Os profissionais serão treinados em idiomas, segurança alimentar e qualidade no atendimento.

Leia Mais

Cínthia Marques
Ministério do Turismo reforça oportunidades do ano Olímpico na 39ª Aviesp Expo em São Paulo
Estande do MTur na Aviesp Expo

Leia Mais

SECOM/BA
 Diversidade cultural e paisagística atrai turistas para região do São Francisco

Leia Mais

Irã é a terra de grandes mesquitas, bons museus, palácios, jardins e gente  hospitaleira
Vilarejo

Leia Mais

Especiais

'Ainda existe escravidão no Brasil, precisamos acordar para isso'

Buscar




Vídeos

Delator fala sobre caixa dois para o filho de Zé Dirceu

 

Diário News Bahia - Direitos reservados
E-mail: contato@diarionewsbahia.com.br